Dicas Práticas e indicações

Aplicativo “Shazam da Natureza”

Imagem retirada de Pixabay.
30 de agosto de 2017..

Aplicativo identifica espécies da fauna e da flora por meio da captura de imagens. Conheça aqui mais esta dica!

O site “INaturalist” foi criado em 2008 como trabalho de conclusão de curso de um grupo de alunos da Escola da Informação da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos. Nessa época, foi apresentado como projeto pelos alunos e apenas em 2011 começou a se expandir.

Atualmente, o projeto também existe em formato de aplicativo, disponível para iOS e Android, e funciona tal e qual uma “rede social da biodiversidade”, segundo informação trazida em notícia publicada pelo Nexo Jornal.

O aplicativo funciona a partir de registros fotográficos de animais e plantas que são compartilhados pelos os usuários (250.000, registrados em 2016), incluindo especialistas, para que discutam sobre suas descobertas. São estes naturalistas que identificam e informam qual a espécie fotografada. Todas as espécies são catalogadas e inseridas no site, que também atua como rica fonte de informações.

Algumas novas espécies foram identificadas por meio do aplicativo, assim como fotos de espécies raras foram compartilhadas. Quando se trata de uma espécie já conhecida, a identificação se dá de forma automática, por meio de um algoritmo que “adivinha” o que está sendo observado. É justamente por isso que o iNaturalist ficou conhecido como o “Shazam da natureza”, em alusão ao funcionamento do aplicativo que reconhece músicas.

O vídeo a seguir (em inglês) explica como usar o aplicativo:

No iNaturalist também é possível criar projetos pessoais de pesquisa.

O projeto pode ser apresentado às crianças com a ajuda de adultos e as coloca ainda mais perto do mundo natural que as rodeia. Uma atividade interessante pode ser localizar espécies já identificadas em parques ou localidades próximas que serão, em seguida, visitadas por vocês.

Compartilhe conosco sua experiência com este aplicativo ou nos envie outras dicas que possam contribuir para a interação das crianças com a natureza.

Fonte das informações: Nexo Jornal

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar