Dicas Práticas e indicações

“Aqui Tem Mata?”

“Aqui Tem Mata?”
5 de Janeiro de 2018..

Conheça o guia que promove diálogos socioambientais nos espaços escolares, estimulando os alunos do ensino fundamental a conhecerem a diversidade da Mata Atlântica, sua história e seus biomas.

Imagem extraída do site Aqui tem mata?

A Fundação SOS Mata Atlântica criou uma cartilha que funciona como um guia de consulta a respeito dessa importante vegetação que compõe a costa leste, oeste e sudeste do Brasil, bem como pequenas áreas do Paraguai e Argentina. No “Aqui Tem Mata”, gráficos e mapas sobre a situação das florestas, mangues, restingas e demais biomas de 3429 municípios são disponibilizados com o intuito de preservar a história, a biodiversidade e atentar para os processos que envolvem o desmatamento dessas áreas, revelando a importância em protegê-las.

No site é possível visualizar essas regiões, comparar dimensões com estádios de futebol, por exemplo, saber em que bacias hidrográficas estão localizadas e até elencar as cidades num ranking geral para entender as unidades de conservação presentes por hectares de Mata em cada uma delas. Os dados mais recentes mostram que os estados que reúnem as zonas mais bem cuidadas em termos de manutenção da fauna e flora tropicais são: Piauí, Santa Catarina e Minas Gerais.

O guia está disponível para download, complementando esse panorama oferecido pela plataforma virtual e servindo como uma ferramenta bastante didática para se trabalhar em sala de aula.

O objetivo dos idealizadores do projeto é difundir informações sobre essa porção significativa de natureza tão rica e abundante presente em nosso país, convidando professores e alunos (ou quaisquer pessoas que se interessem pelo assunto) a estreitarem sua relação com a Mata Atlântica brasileira. Além da facilidade propiciada pela navegação do site, espera-se que esse tema seja debatido e que leve à conscientização ambiental das crianças. Por meio de disciplinas como geografia, história, matemática, ciências e artes, há a possibilidade de trabalhar muitas coisas bacanas que integrem os saberes que giram em torno desse conteúdo, como operações envolvendo os dados numéricos encontrados no site, estudos sobre a origem e evolução dos processos naturais desses espaços, pesquisas sobre as plantas e animais encontrados em tais habitats, organização de excursões para acompanhá-los mais de perto, proposição de intervenções ecológicas dentro da própria cidade, etc.

Experimente entrar no site “Aqui Tem Mata?” para explorar também esse vasto material e conte-nos sua impressão aqui nos comentários!

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar