Aprender Linguagem – Formação de Educadores

DENTRO DA ESCOLA . 2015, 2016

Em 2015, a partir de sua plataforma digital Aprender Linguagem, o Laboratório de Educação deu início à produção de uma metodologia de formação de educadores dirigida a coordenadores pedagógicos que atuam junto a professores de educação infantil. Organizada em uma coleção de cadernos formativos intitulada Aprender Linguagem – Formação de Educadores, nossa metodologia desenvolve conteúdos relativos ao desenvolvimento da linguagem, além de oferecer referências e estratégias formativas para o planejamento e a análise didática de situações de aprendizagem em sala de aula, apresentando aos coordenadores orientações detalhadas para a realização de encontros com os professores e planejamentos de atividades que devem ser realizadas com as crianças no contexto escolar.

Entre maio e junho de 2015, a versão piloto desse material foi implementada em 4 escolas da rede municipal de educação infantil da cidade de Franco da Rocha. Em 2016, ampliamos nossa atuação a todas as 37 unidades escolares da rede e, por um período de nove meses, realizamos reuniões quinzenais de formação com os coordenadores e acompanhamos semanalmente uma amostra de 10 profissionais durante seus encontros com os professores (encontros planejados a partir do nosso material). No total, 36 coordenadores pedagógicos, 780 professores, 416 auxiliares de educação e 7829 crianças foram atingidos por nossos conteúdos.

O monitoramento das reuniões de formação revelou conquistas significativas na atuação dos coordenadores, como o avanço na capacidade de realizar adequadamente a gestão do tempo da reunião, maior familiaridade com as pautas e melhoria na comunicação dos conteúdos abordados. Além disso, observou-se uma gradual apropriação de uma estratégia formativa apontada por pesquisas internacionais como fundamental para a formação continuada de professores: a tematização da prática[1] – capacidade de analisar atividades realizadas em sala de aula, estabelecendo relações com a teoria. Os dados de monitoramento também revelaram que a apropriação do conteúdo realizada pelos professores evoluiu com o passar do tempo.

Compartilhe

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar