Como se constrói a arquitetura do cérebro das crianças? | Labedu
Casos e Referências

Como se constrói a arquitetura do cérebro das crianças?

1 de novembro de 2013

A arquitetura do cérebro das crianças é definida desde os primeiros meses de vida. A interação que o bebê pode ter, os sentimentos que irá viver, os estímulos que irá receber fazem toda a diferença para sua vida futura.

 

Mas como saber mais sobre isso para tentar garantir as melhores condições de desenvolvimento de uma criança?

Um conjunto de três pequenos vídeos, denominados “Três Conceitos Fundamentais sobre o Desenvolvimento na Primeira Infância”, auxilia as pessoas a entenderem melhor o que impacta no desenvolvimento da arquitetura do cérebro das crianças e que podem ter consequências cognitivas e emocionais para toda vida.

Esses vídeos – produzidos pelo Center on the Developing Child (CDC), da Universidade de Harvard  – foram traduzidos e adaptados para o português pelo Núcleo Ciência Pela Infância, composto pelo CDC, pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), pelo Insper Instituto de Ensino e Pesquisa e pelo David Rockefeller Center for Latin American Studies, ligado à Universidade de Harvard, nos Estado Unidos.

No primeiro vídeo, “As experiências moldam a arquitetura do cérebro”, é abordada a influência das experiências vividas pelas crianças durante os primeiros anos de vida e seu impacto na definição da estrutura cerebral.

 

 

Em “O jogo de ação e reação modela os circuitos do cérebro” é apresentado como a interação forma as bases da arquitetura cerebral a partir da qual todo o desenvolvimento será construído. Assim, afirmam que “assegurar que as crianças tenham cuidadores envolvidos nos jogos de ação e reação desde os primeiros meses é promover a construção de uma base sólida no cérebro para toda aprendizagem, comportamento e saúde para o resto da vida”.

 

 

O último e bem impactante é o vídeo chamado “O stress tóxico prejudica o desenvolvimento saudável”. Nele é possível compreender os efeitos biológicos do stress no corpo humano e que ao receber apoio e eliminar o stress minimizam-se os sintomas. Porém, o mais incrível é acompanhar que se uma criança passa por stress contínuos – denominado stress tóxico – como em situações de abuso ou negligência, o corpo não volta ao seu estado normal. Esse stress contínuo ativa o mecanismo de defesa de modo constante e sobrecarrega todo funcionamento do organismo, influenciado os sistemas que estão em desenvolvimento na crianças, causando assim danos que podem perdurar por toda a vida.

 

 

Ter informações faz toda a diferença.

Divulgue!

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar