teste
Dicas Práticas e indicações

Curtas que arrebatam #52 – Casas

Curtas que arrebatam #52 – Casas
Imagem retirada de YouTube
24 de agosto de 2018..
Este artigo faz parte da série:

Curtas que arrebatam

Pequenas, grandes, simples, luxuosas, no campo, na cidade, abandonadas ou cheias de histórias… Os curtas deste mês foram dedicados a esses lugares especiais de onde partimos e para onde sempre voltamos: as nossas casas!

Se andarmos um pouco por aí veremos que as pessoas vivem em condições muito diversas. Casas cheias de gente, habitadas por uma pessoa só, casas modernas, clássicas, de madeira, tijolo ou de palha. Há também quem tenha que fazer morada pelas ruas…

Fato é que, de um jeito ou de outro, existe sempre aquele lugar que nos acolhe e vira um ponto de referência dentro de nossas rotinas, mesmo que por um breve intervalo de tempo. Ali criamos alguns hábitos, como comer, dormir, tomar banho… mas também é onde sonhamos, construímos laços e memórias, tornando este um lugar único e especial.

Selecionamos alguns curtas de animação bastante sensíveis, que nos permitem observar como, no fim das contas, o lar é constituído pelas relações que estabelecemos ali e pelas experiências adquiridas como base para nos fazerem ser quem somos. Aproveite esse momento para conversar com a criança sobre o que ela pensa sobre a sua casa, o que ela sente lá dentro e como interage com quem compartilha desse mesmo teto!

A Casa De Pequenos Cubos (La Maison En Petits Cubes)

Vencedor do Oscar em 2009 como melhor curta metragem de animação, este é um filme que fala sobre a vida de um viúvo idoso que tem sua casa inundada pelo mar, que avança pouco a pouco, até que ele tenha de começar a construir novos andares para se manter vivo ali dentro. Num belo dia, o senhor acidentalmente deixa o seu cachimbo cair e mergulha para resgatá-lo, se deparando com cenas emocionantes de seu passado.

Lar, Doce Lar (Home Sweet Home)

Essa é a história de uma casa que sai em uma jornada exploratória para longe do subúrbio de onde vive, experimentando a companhia de novos lugares, caminhos e desafios.

Embarcado (Embarked)

Ao se mudar com a família para outro lugar, um garotinho sofre com a despedida de sua casa na árvore que ele mesmo construiu. Lembrar de todas as brincadeiras que os acompanharam não foi nada fácil. Mas isso não vai fazer com que eles desistam um do outro…

 

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar