Dicas Práticas e indicações

Livros que fazem as crianças crescerem #43: “Mulheres na história da África”

Livros que fazem as crianças crescerem #43: “Mulheres na história da África”
23 de Fevereiro de 2018..
Este artigo faz parte da série:

Livros que fazem as crianças crescerem

Série criada pela UNESCO traz história, biografia e outras informações sobre mulheres africanas.

A série intitulada “Mulheres na história da África” apresenta 20 personagens femininas que tiveram fundamental importância na luta contra a escravidão, em movimentos de defesa dos direitos humanos, do meio ambiente ou que estiveram na linha de frente de combates e revoluções.

A série começou a ser criada pela UNESCO em 2014, com o apoio do governo da Bulgária, e boa parte do material está reunido em um site. A página de abertura mostra um mapa interativo que contém imagens das 20 personagens. Clicando sobre cada uma, é possível ter acesso a um breve conjunto de informações. Há ainda histórias em quadrinhos que narram mais detalhadamente a biografia ou episódios mais marcantes da vida dessas mulheres.

Até o momento, o site disponibilizou apenas uma história em quadrinhos em português, que pode ser baixada na íntegra e gratuitamente. Trata-se da biografia de “Njinga a Mbande: Rainha do Ndongo e do Matamba”, que no século XVII governou a atual Angola. Além dos quadrinhos, traz uma cronologia da trajetória da personagem e uma linha do tempo com dados sobre a colonização portuguesa em Angola até a independência do país.

                             Página de abertura da história no site da Unesco

                               Página dos quadrinhos com a biografia de Nijinga

                             Página do Dossiê Pedagógico de Nijinga , fonte de inspiração

Funmilayo Rasome-Kuti e a união das mulheres de Abeokuta
Texto de Obioma Ofoego
Ilustrações de Alaba Onajin
Editora Cereja

Funmilayo foi responsável por criar, na Nigéria, a Associação das Mulheres Abeokuta, uma das maiores organizações do século XX, reunindo cerca de mais de 20.000 ativistas, que busca proteger e avançar na luta pelos direitos das mulheres.

Wangari Maathai e o movimento do cinturão verde
Texto de Obioma Ofoego
Ilustrações de Eric Mutoga
Editora Cereja

Também ativista, mas do meio ambiente, Wangari fundou o Movimento Cinturão Verde e contribuiu imensamente para o plantio e replantio de árvores no Quênia, sua terra natal.

Explorar a biografia dessas e de outras mulheres com as crianças pode ser uma forma de colocá-las em contato com personagens fantásticas e reais e ainda aproximá-las de fatos que marcaram a história africana e a luta pela igualdade entre homens e mulheres pelo mundo.

Verifique se os livros indicados neste post estão disponíveis em alguma biblioteca próxima a você. Também é possível adquiri-los nos links abaixo:

 

 

 

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar