Dicas Práticas e indicações

O melhor presente: estar presente!

Imagem retirada de Unsplash
6 de novembro de 2017..

Campanha feita pela rede de alimentos Habib’s traz à tona um tema importante: os momentos vividos entre pais e filhos.

Por aqui valorizamos intensamente a interação entre adultos e crianças. Tanto é assim que nossa causa está pautada na ideia de que toda criança pode aprender e de que todo adulto pode educar, ou seja, supõe-se que será por meio dessa interação que inúmeras experiências serão potencializadas e qualificadas para a criança, favorecendo assim seu desenvolvimento em todos os âmbitos.

Dentre as muitas interações possíveis e que ocupam um espaço crucial não apenas ao longo da infância, mas por toda a vida, estão as que se dão entre pais e filhos. Embora esse fato pareça óbvio, atualmente em boa parte das sociedades o tempo dos pais dedicado às crianças tem sido reduzido. Seja pelas demandas do mundo do trabalho, seja pela rotina intensa de cada membro da família (inclusive das crianças!), seja pelo tempo em que pais e filhos se debruçam cada qual com o olhar centrado em equipamentos tecnológicos, seja por tentativas de suprir a ausência ofertando novos e mais brinquedos, muito dessa proximidade no âmbito ambiente familiar tem se perdido.

Uma campanha da rede Habib’s que circulou ao longo do mês de outubro – tido como o “mês da criança” –, se destacou justamente por chamar a atenção para este fato: nada ou nenhum presente é mais precioso ou mais importante do que a interação com a criança. É ali que a criança estreita seus vínculos afetivos, se sente segura para crescer e realizar novas experiências, explicitar o que sabe, o que tem dúvida, em que deseja investir mais energia. É ali que pais e filhos se aproximam, se conhecem, conversam sobre os mais distintos assuntos. Essa interação também abre portas para que a criança amplie suas relações com o mundo que a rodeia. Não há novidades ou brinquedos que substituam esses momentos de interação, e foi esse mesmo o foco da campanha.

Vale, então, conhecer (ou rever) o vídeo divulgado e refletir sobre o tempo dedicado e a qualidade da interação que temos proporcionado aos nossos filhos e crianças com quem convivemos. Vamos lá?

 

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar