teste
Dicas Práticas e indicações

Recomendações para a lancheira das crianças

Recomendações para a lancheira das crianças
Imagem retirada de Pixabay
25 de Abril de 2018..

Que tal conhecer algumas dicas para preparar o lanche que as crianças comerão na escola?

Conforme já dissemos aqui, envolver a criança no preparo de seu lanche e escolher alimentos nutritivos para compor essa refeição é algo muito importante. Esse é um momento cotidiano que dá chance para que os pequenos experimentem algo novo, interajam com os alimentos e aprendam sobre os próprios gostos. Para montar o lanche das crianças e garantir que ele seja saudável, que tal conhecer algumas dicas de quem entende do assunto? Confira abaixo algumas recomendações da nutricionista Luana Haddad:

  • Fique atento aos produtos que necessitam de refrigeração! Opte por lancheiras térmicas, coloque uma barrinha de gelo em gel (encontrada em drogarias e supermercados) ou utilize uma garrafinha PET com água congelada para que o alimento se mantenha seguro para o consumo;
  • Valorize a participação das crianças na preparação, na organização e no planejamento do lanche, incentivando a autonomia nesta tarefa;
  • Estimule o consumo de novos alimentos, variando as opções quando for possível. Procure compor a lancheira com os três grupos alimentares: Construtores (proteínas como iogurte, queijos, leite e carnes), Reguladores (frutas, verduras e legumes) e Energéticos (carboidratos como biscoitos, pães e bolos);
  • Diminua ou exclua produtos industrializados como salgadinhos, doces e refrigerantes. Eles dificultam a aceitação de novos alimentos, além de possuírem excesso de açúcares, sal e corantes em sua composição. Dê preferência a lanches de elaboração caseira;
  • As frutas, verduras e legumes devem compor as refeições regularmente! Opte pelos produtos de época, que possuem melhores características nutricionais além de serem mais baratos. Consulte aqui a tabela de períodos de safra.

Luana ainda dá algumas opções interessantes de alimentos que podem compor a lancheira das crianças:

Líquidos: água, suco, chá, água de coco. Opte sempre pelos sucos naturais. Caso não seja possível, dê preferência aos sem açúcar adicionado.
Frutas: podem ser oferecidas inteiras, picadas ou como salada de frutas. Outra opção são as frutas secas como ameixa seca, damasco e banana-passa.
Legumes: podem ser cortados em palitos (por exemplo, pepino e cenoura) ou apenas lavados (como no caso do tomatinho cereja).
Carboidratos: são importantes para dar energia. Podem ser consumidos em pães e mini sanduíches (preferencialmente os de pão integral), em bolachas sem recheio, em bolos caseiros ou em tortas frias.
Proteínas: ofertadas, por exemplo, em queijos picadinhos, queijos em forma de bolinha, requeijões e iogurtes. Importante lembrar que produtos como esses precisam ser acondicionados propriamente para manter a temperatura baixa.

E então? O que achou das propostas de lanche desse post? O lanche que você e a criança preparam juntos é parecido ou diferente? Conte para nós nos comentários!

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar