Casos e Referências

Como as crianças percebem o incêndio e desmoronamento do edifício no centro de São Paulo?

Como as crianças percebem o incêndio e desmoronamento do edifício no centro de São Paulo?
Imagem retirada de IstoÉ
11 de Maio de 2018..

Veja aqui expressivas manifestações sobre o fato que foram elaboradas por crianças de 5 e 6 anos de uma escola municipal da capital.

Na madrugada do dia 1º de maio, o prédio Wilton Paes de Almeida, de 24 andares, pegou fogo e desabou na região do Largo do Paissandu, no centro de São Paulo. O edifício abrigava cerca de 171 famílias, pertencentes ao Movimento Social de Luta por Moradia (MLSM), que ocupava o local. De acordo com cadastro da Secretaria de Habitação, 10% dos moradores eram estrangeiros e 38% crianças ou adolescentes. A tragédia deixou desaparecidos, mortos e feridos, causando grande comoção.

Situações graves como essa impactam profundamente os adultos e aparecem em diversos veículos midiáticos, como jornais, internet e TV. E as crianças? Você sabia que elas estão atentas a esses desdobramentos e são afetadas pelo que está acontecendo? Quando são informadas sobre o fato por meio de um relato cuidadoso, com liberdade para fazer perguntas e compartilhar sentimentos e pensamentos, elas elaboram seus pontos de vista e compreensões sobre as circunstâncias.

Os alunos da professora Jaqueline Moreno Landim, de 5 e 6 anos, do Infantil II da EMEI Armando De Arruda Pereira, que está localizada também no centro de São Paulo, expressaram em desenhos suas interpretações sobre o incêndio e desmoronamento do edifício no Largo do Paissandu. De acordo com Jaqueline:

Uma professora da escola havia feito este trabalho com os alunos também, e achei muito interessante… Daí, como feito diariamente, tratamos o assunto em roda de conversa, e propus que as crianças desenhassem a partir do que tinham visto nos noticiários e até mesmo pessoalmente, por morarem próximo ao ocorrido… E muitas delas disseram que conheciam algumas pessoas que moravam lá, que ficaram comovidas por haver pessoas desaparecidas, e outras tantas sem lugar para morar… Foram constituindo os desenhos a partir deste repertório… foi muito impressionante ver como os alunos se atentaram aos detalhes como a igreja, as pessoas tristes e o auxílio do bombeiro ao tentar resgatar o morador com a corda.

Confira abaixo as sensíveis produções que resultaram do contato de algumas dessas crianças com esse triste acontecimento:

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar