Brinquedos de guerra: uma proposta de arte expressiva para crianças que vivem em zonas de conflito | Labedu
Casos e Referências

Brinquedos de guerra: uma proposta de arte expressiva para crianças que vivem em zonas de conflito

Imagem retirada deWar Toys.
1 de março de 2017

Venha conferir neste post o interessante trabalho feito pelo fotógrafo e diretor de arte que se engajou num projeto com crianças que vivem em contextos de guerra.

Uma viagem a campos de refugiados e zonas de conflitos instigou a mente criativa de Brian McCarty, norte americano que reuniu seu interesse pela arte com sua passagem a trabalho por fábricas de brinquedos, para dar origem a novos empreendimentos.

Organizou uma galeria de fotos em seu site, a partir de uma coletânea reunida nesse projeto, que levou o nome de “War Toys” (“Brinquedos de Guerra”), no qual, com a ajuda de crianças imersas nesse tipo de contexto, remontou cenários de destruição e confrontos armados, a fim de dar contorno e expressão às suas vivências.

Imagem retirada de War Toys

Meninos e meninas foram convidados a desenhar uma história de suas vidas que desejassem compartilhar com outras pessoas. Suas produções eram disparadoras de conversas com terapeutas também envolvidos no trabalho, revelando detalhes de coisas importantes que as impactaram ao longo de suas trajetórias. Alguns elementos ficavam ocultos, aparecendo apenas indiretamente, e outros se revelavam de maneira escancarada, com fortes imagens do cotidiano de guerra. Brian, a partir dessas narrativas, produziu enquadramentos com bonecos, desenhos e o próprio pano de fundo desses lugares para exprimir o que as crianças lhe comunicavam, na maioria das vezes com a própria ajuda delas.

post01032

Imagem retirada de War Toys

Os participantes do “War Toys” vêm de muitos lugares: vilarejos, pequenas cidades, metrópoles, campos de refugiados etc. São étnica e culturalmente diversos, falando as mais variadas línguas (árabe, espanhol, inglês, hebraico, russo, entre outras). Mesmo advindos de lugares muito distintos, cada qual com suas crenças e modos de viver, os pequenos compartilharam experiências de violência bastante similares, envolvendo ataques de mísseis, tiros, estilhaços de bombas, e o constante medo de perder pessoas próximas, suas casas e a invasão de suas terras.

A intenção dessa iniciativa, segundo o autor, é mostrar a guerra da perspectiva de sujeitos inocentes que estão se desenvolvendo em ambientes completamente hostis e violadores dos direitos humanos. Dar sentido às lutas diárias pela sobrevivência e reordená-las através do desenho e transformá-las através da arte é uma função bastante desafiadora e importante nesse momento que marca a infância de tantas crianças pelo mundo.

post01034

Imagem retirada de War Toys

Vale a pena conferir esse belíssimo trabalho!

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar