A natureza e os vínculos familiares | Labedu
Casos e Referências

A natureza e os vínculos familiares

Imagem retirada de Catraquinha.
Em parceria com Catraquinhaicone-link-externo

O Catraquinha é fruto de uma parceria entre o Instituto Alana e o Catraca Livre. O site reúne informações interessantes para pais, educadores e familiares – de agenda cultural a projetos transformadores para a infância – com o intuito de empoderá-los para que interfiram positivamente no desenvolvimento das crianças, deixando-as exercer em sua plena potência a criatividade e a autonomia.

13 de outubro de 2016

Já tratamos no Toda Criança Pode Aprender sobre a importância da interação das crianças com a natureza. Dessa vez, nosso parceiro Catraquinha apresenta um estudo de uma universidade americana sobre o tema.

Em pleno século XVI, na era da vida nos grandes centros urbanos, o contato de adultos e crianças com a natureza ganha relevância, também, no mundo acadêmico.

Recentemente, na Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, pesquisadores especializados em estudos relacionados à família investigaram o tema e concluíram que as famílias que realizam atividades regulares ao ar livre tendem a viver melhor.

As duas razões principais para esse resultado são: o contato frequente com a natureza se torna um pequeno ritual da família e aproxima a todos, podem ser atividades simples, como levar o cachorro para passear ou levar as crianças a um parque.

Em segundo lugar, passeios diminuem o estresse causado nas crianças que vivem em espaços reduzidos. Simplesmente estar num ambiente amplo e natural e permitir que elas brinquem em liberdade faz com que todos os membros da família fiquem mais calmos e relaxados, melhorando as relações familiares.

De acordo com Dina Izenstark, pesquisadora da universidade e uma das líderes do estudo, o contato com a natureza ajuda o indivíduo a se concentrar, e diminuir os níveis de estresse e ansiedade, e tudo isso tem uma relação direta com a qualidade das relações familiares.

“Há pesquisas que mostram que as famílias que gastam tempo em atividades conjuntas tendem a ter melhor relacionamento mais tarde. Mas as pessoas entendem que vale para qualquer tipo de atividade em conjunto, incluindo assistir à TV. Se uma família só assiste televisão em conjunto, o efeito final pode não ser tão benéfico para o relacionamento como outros tipos de atividades mais interativas, e nosso estudo propõe que as atividades na natureza têm o potencial para ter mais resultados positivos do que outros contextos de lazer”,  disse a pesquisadora.

E não é preciso muito para promover essa interação com a natureza e a aproximação familiar: basta um passeio num parque, sentar na grama, brincar e conversar com as crianças. Os resultados serão favoráveis para todos!

 

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar