fbpx
Casos e Referências

Aprendizagens para além dos muros da escola

Aprendizagens para além dos muros da escola
Crianças fazendo esculturas de argila com um morador da cidade. Imagem extraída de Centro de Referência em Educação Integral. Crédito: Natura.
Em parceria com Centro de Referências em Educação Integralicone-link-externo

O Centro de Referências em Educação Integral é uma iniciativa da Associação Cidade Escola Aprendiz em parceria com outras organizações não governamentais e com o apoio da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A intenção é promover a pesquisa, o desenvolvimento, aprimoramento e difusão gratuita de referências, estratégias e instrumentais que contribuam para a formulação, gestão e avaliação de políticas públicas de Educação Integral no Brasil.

20 de dezembro de 2018

Conheça a experiência desta “comunidade educativa” formada por 17 escolas da cidade de Tremembé, interior de São Paulo. Este post é do nosso parceiro Centro de Referência em Educação Integral.

No município de Tremembé, no interior de São Paulo, as 17 escolas públicas da cidade transbordam seu potencial educativo para além dos muros, transformando os bairros em uma imensa escola a céu aberto. Em outras palavras, constituem uma verdadeira comunidade de aprendizagem.

O processo de mudança teve início em 2014, quando a secretaria de Educação do município firmou uma parceria com o Instituto Natura para iniciar a implementação da comunidade de aprendizagem na cidade.

“Esse projeto era uma oportunidade de fazer acontecer a educação integral, que tem como um dos princípios o entendimento de que todos são responsáveis pela educação das crianças e que esta pode acontecer em diferentes espaços”, diz Cristiana Berthoud, secretária de Educação do município.

O projeto foi então levado para todas as escolas, que aderiram voluntariamente logo no primeiro ano. Professores, diretores, alunos e familiares foram incentivados a estreitar laços por meio de diversas atividades educativas, para além das reuniões pontuais e festas comemorativas.

Uma dessas atividades foi a Tertúlia Literária, que propõe a leitura e debate de obras clássicas por um grupo de pessoas. A iniciativa foi tão bem-sucedida que se tornou parte do currículo das escolas, substituindo as aulas de ensino religioso.
Assim, ao longo de 3 anos, a parceria entre as famílias e as escolas foi se consolidando. “Antes de sair dos muros, é preciso fortalecer essa atuação: as escolas precisam conhecer as famílias, e as famílias precisam saber o que acontece dentro das escolas”, afirma Cristiana.

Em 2017, o projeto estava amadurecido o suficiente para expandir-se para o território. Tremembé é uma cidade pequena, com apenas 40 mil habitantes, e assim como várias outras carece de espaços de lazer e acesso à cultura. Por isso, o primeiro passo foi, com ajuda de moradores próximos, revitalizar uma área verde que estava abandonada.

A praça passou, então, a abrigar diversas atividades, como cinema e teatro ao ar livre, aula de dança, vivência em inglês para crianças, feiras orgânicas, hortas comunitárias com distribuição gratuita dos alimentos, observação dos astros, contação de histórias e formação de seus contadores.

Outra ação foi a instalação de estações de leitura: estantes espalhadas pela cidade com um acervo de livros disponíveis para a população retirar, ler, devolver e também alimentar com doações.

Até o final do ano, Tremembé deve ter 12 destas estações; 6 já foram instaladas. Em alguns pontos, todos os livros foram retirados logo no primeiro dia, o que levou a comunidade a se mobilizar prontamente para pensar estratégias de como prover novas obras por meio de campanhas.

Esta é uma iniciativa fundamental, que não apenas estreita laços importantes entre escolas e famílias, como também considera distintos espaços da cidade, potencialmente educativos e faz com que todos se responsabilizem pelas aprendizagens dos pequenos. Para entender melhor como se deu o processo de integração da escola com a comunidade, leia o texto na íntegra, acessando-o aqui.

Texto adaptado de: Centro de Referência em Educação Integral.

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar