fbpx

Toda Criança Pode Aprender – Formação de Mediadores de Aprendizagem 2019

FORA DA ESCOLA . 2019

No primeiro semestre de 2019, nos dedicamos à produção de materiais do projeto a partir dos resultados obtidos nas visitas domiciliares às famílias de Mauá. O objetivo foi adaptar e aperfeiçoar conteúdos e formatos para melhor dialogar com a população que buscava-se impactar, ou seja, adultos que convivem com crianças de zero a seis anos em contextos urbanos de alta vulnerabilidade social.

Também realizamos uma primeira aproximação com diferentes instituições e atores apontados pelas famílias como referências na hora de pensar sobre o desenvolvimento infantil ou indicados por elas como locais muito frequentados junto com as crianças.

Locais visitados

 

O contato inicial com esses agentes visava a obter informações acerca do funcionamentos dos estabelecimentos e sua relação com as famílias; a compreender a percepção das diferentes instituições e atores acerca de seu potencial e responsabilidade frente a contribuições com a educação das crianças; e a abrir espaço para posterior sensibilização frente a essas contribuições e responsabilidades.

 

A segunda etapa teve como intuito desenvolver e testar estratégias de sensibilização para mobilizar os diferentes atores, tendo em vista o potencial de contribuição e senso de responsabilidade frente ao desenvolvimento das crianças da comunidade.

  • Grupo 1: com potencial para realizar disseminação de conteúdos e materiais para seus usuários;
  • Grupo 2: com potencial para incorporar aspectos do desenvolvimento infantil em conversas e atendimentos individuais que realizam com famílias;
  • Grupo 3: com potencial para incorporar aspectos do desenvolvimento infantil em reuniões, encontros e conversas coletivas que realizam com as famílias.

 Atuação em três frentes:

 

Cada grupo participou de reuniões formativas e informativas com a equipe do projeto em que discutiram-se estratégias para engajar os funcionários das instituições, organizar a distribuição, a exposição e a exploração de materiais oferecidos pelo Laboratório de Educação, e desenvolver caminhos para que os funcionários possam utilizar os materiais para tratar da causa da infância ao lidar com as famílias que frequentam a instituição.

Nesta etapa, contamos com o apoio pró-bono da Fjord para validar estratégias de aproximação com as instituições, pautas de reunião, materiais formativos e propostas de atuação com os funcionários e famílias. A partir da validação, foi estruturado o modelo final de implementação, incluindo um conjunto de ações e de materiais que podem ser replicados em diferentes locais, incluindo os cinco municípios maranhenses em que o projeto será implementado entre 2020 e 2022. Entre estes materiais, estão:

Livro e plataforma “7 experiências fundamentais da infância

Oferece referências e modelos para apurar o olhar dos adultos que convivem com bebês e crianças pequenas em casa, tornando visível o potencial de aprendizagem de situações cotidianas e destacando o papel da interação adulto-criança nesse processo.

Baralho de atividades

Tendo como base o material “7 Experiências Fundamentais da Infância”, criamos um baralho para facilitar conversas com os adultos que interagem diariamente com crianças pequenas. As cartas partem sempre de uma pergunta que busca tornar observável o quanto e de que forma as crianças já aprendem no dia a dia, além de oferecer breves explicações sobre a importância de cada uma das 7 experiências em destaque e dicas de como eles podem ajudar as crianças a se desenvolver

Folhetos e cartazes

Para dar suporte ao trabalho de mobilização com a comunidade identificamos a necessidade de disseminar mensagens e representações que convidassem diversos atores a refletir sobre seu papel no desenvolvimento das crianças do seu entorno. Por isso, criamos diferentes cartazes e folhetos a serem expostos e distribuídos em farmácias, padarias, mercados, igrejas e centros de saúde, dando insumos para que a valorização da aprendizagem na Primeira Infância aconteça nos espaços cotidianos das famílias.

Peças para WhatsApp

Durante as pesquisas de campo, descobrimos que a comunicação online era centralizada em grupos de WhatsApp e realizada por meio do compartilhamento de imagens acompanhadas de pequenos textos de sensibilização. Por isso, ajustamos os nossos conteúdos a esse formato de forma a direcionar os nossos esforços online para esta plataforma.

Adesivos

O adesivo funciona como um selo compromisso que pessoas e estabelecimentos podem colar em locais visíveis para divulgar o projeto e sua participação nele.

 

Compartilhe

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar