Um assessor de moda de 3 anos? Isso mesmo! | Labedu
Casos e Referências

Um assessor de moda de 3 anos? Isso mesmo!

11 de março de 2015

Uma mãe deixou que seu filho de 3 anos fosse seu assessor de moda durante uma semana. Veja o resultado!

Summer Bellesa é atriz e blogueira e decidiu que durante uma semana seu filho Rockwell seria seu assessor de moda, escolhendo as roupas que ela iria vestir.

As combinações são às vezes inusitadas e outras muito bonitas e originais. Mas o que chama a atenção é a brincadeira que eles pactuam e que traz em si uma relação de confiança na capacidade da criança e o acolhimento de suas decisões – com tudo o que pode vir daí.

As imagens mostram combinações e gostos que Rockwell pode construir, provavelmente, vendo o guarda roupa de sua mãe, suas preferências e o que circula em seu dia a dia. Mas o que não se vê nas imagens é o quanto inverter a ordem – da mãe que veste o filho – pode fortalecer as escolhas e opções que essa criança faz, à medida que sua mãe, vai à rua e segue sua rotina utilizando as seleções feitas por ela. Além disso, com prováveis comentários positivos que se seguem ao vê-la, isso soa como elogio às suas combinações e capacidades.

Veja os resultados e os comentários que Summer fez sobre as escolhas de Rockwell.

1o dia:

“Os primeiros itens foram excelentes: minha camiseta do Bob Dylan, com uma saia cinza e meias. Acredito que voltarei a usar essa combinação.”

2o dia:

“Este provavelmente foi o meu dia favorito. Esta legging fica muito bem com a camiseta… é quase uma homenagem à Minie.”

3o dia:

“Rockwell adora flores e creio que este é o conjunto que mais o emocionou… Da minha parte, estava um pouco envergonhada de sair na rua, mas na realidade não recebi nenhum olhar de curiosidade. Em vez disso, uma mulher me parou para dizer que tinha gostado das minhas meias!”

4o dia:

“Essa combinação foi um pouco mais desafiante. Nesse dia Rockwell escolheu 3 camisetas e nada mais. Tive que explicar-lhe que a mamãe não podia sair na rua sem calças e propus que trocasse uma das camisetas por uma calça.”

Detalhe dos pés:

“Claro que isto não aconteceria se eu tivesse meus sapatos ordenados e organizados no armário…”

5o dia:

“Esta camiseta foi escolhida porque tem flechas e Rockwell ama flechas. Mas ficou preocupado porque não encontrava uma calça com flechas. Assim teve que conformar-se com uma de vaqueiro. Logo pegou as botas e perguntou: acha que é suficiente?”

“Quando chegou o último dia, pude perceber que meu pequeno já não estava tão animado com a ideia de escolher minhas roupas como no primeiro dia. Em sua ocupada agenda de crianças, tinha uma montão de coisas mais divertidas a fazer, como pintar ou montar sua bicicleta. Mas acredito que a experiência foi enriquecedora para ambos. Às vezes, é bom demonstrar a nossas crianças que as estamos escutando com atenção”. Summer Bellessa

Que tal experimentar fazer o mesmo? O resultado pode ser surpreendente, com combinações nunca antes imaginadas e interessantes!

Imagens: I let my toddler dress me for a week

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar