Como sua cidade cuida da primeira infância? | Labedu
Casos e Referências

Como sua cidade cuida da primeira infância?

Imagem retirada de Pixabay.
Em parceria com Catraquinhaicone-link-externo

O Catraquinha é fruto de uma parceria entre o Instituto Alana e o Catraca Livre. O site reúne informações interessantes para pais, educadores e familiares – de agenda cultural a projetos transformadores para a infância – com o intuito de empoderá-los para que interfiram positivamente no desenvolvimento das crianças, deixando-as exercer em sua plena potência a criatividade e a autonomia.

12 de novembro de 2015

Discussão que tem tomado alguns de nossos posts e ainda foi foco do Seminário organizado pelo Laboratório de Educação em parceria com a Escola do Parlamento, a relação da cidade com suas crianças também foi tema deste post publicado pelo Catraquinha. Confira aqui!

Esta pergunta – Como sua cidade cuida da primeira infância? – já tem resposta para os 645 municípios de São Paulo. Isto porque, em setembro deste ano, foi lançado o Índice Paulista da Primeira Infância (IPPI), uma ferramenta que aponta os pontos fortes e as fragilidades dos sistemas de Saúde e de Educação das cidades, com o objetivo de orientar programas e políticas públicas.

A ferramenta pode ser uma bússola para direcionar os caminhos que gestores públicos e a sociedade local devem seguir para cuidar melhor da Primeira Infância (período contemplado da gestação aos seis anos).

O IPPI é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) e a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

Os focos são as áreas de Educação e Saúde. A ferramenta analisa aspectos importantes de cada uma. Na Educação, ela reúne dados sobre as matrículas em creches e pré-escolas, o número de docentes com ensino superior, por exemplo. Na Saúde, sintetiza informações como a quantidade de recém-nascidos com baixo peso, taxa de mortalidade neonatal e mortalidade até um ano de idade.

No site IPPI é possível acompanhar a qualidade da Educação e Saúde das cidades por meio de gráficos e mapas, da comparação dos principais indicadores entre os municípios, regiões e Estado, e de informações do perfil de cada um dos 645 municípios.

Depois de compilar esses dados, o índice define uma média para cada um dos 645 municípios, classificando-os em seis grupos, que vão das piores situações em Saúde e Educação até as cidades que alcançaram os melhores resultados e são referências em Primeira Infância.

Vamos ficar de olho neste índice?

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar