Dicas Práticas e indicações

Curtas que arrebatam #36 – Medos

Imagem retirada de Vimeo.
10 de março de 2017..
Este artigo faz parte da série:

Curtas que arrebatam

Que tal pensarmos sobre esse sentimento que tanto nos angustia, extraindo o que dele nos pode ser útil? Confira mais uma de nossas seleções de curtas metragens que instigam reflexão!

 

Medo de barata, medo de altura, medo de trovão, medo de ficar só… São infinitas as formas sob as quais eles vêm disfarçados. A verdade é que tais temores aparecem para cada pessoa de uma maneira muito particular, tanto para as crianças, como para os adultos.

Alguns medos não nos deixam arriscar, sendo um empecilho para que vivamos boas aventuras. Em outros momentos, porém, eles podem ser grandes aliados, ao nos preservarem diante de situações de risco.

Na maioria das vezes os medos nos tomam de assalto e não podemos controlá-los, mas se quisermos enfrentá-los é necessário tentar entendê-los dentro de nossas histórias e buscar formas para melhor lidar com eles no dia a dia.

Piper

Um filhote de pássaro vive acomodado a esperar que sua comida caia direto em seu bico para se alimentar. Sua mãe, num movimento de incentivá-lo a buscar sua autonomia, o convida para caçar alguns animais que vivem dentro das conchas na areia da praia. O filhote, que ainda não domina o voo, é levado por uma onda, que o assusta e o impede de chegar perto da água novamente. Num de seus esconderijos, encontra crustáceos que possuem toda uma técnica para se protegerem do mar e aprende com eles uma forma de se defender e descobrir um novo mundo que se abre para ele debaixo d’água.


Medos
(Título original: “Fears”)

Medos de todos os tipos assolam as pessoas pela cidade. Enquanto uns temem falar em público, outros sobem na cadeira ao ver um rato passar, ou então se desesperam quando ficam presos dentro do elevador…

Um rapaz que aparentemente vive sem a companhia de seus medos caminha despreocupadamente pela rua, sem se ater aos carros que passam por ela, e acaba sendo atropelado. A partir daí ele ganha um pequeno receio com o trauma do acidente, que o escolta em suas andanças, protegendo-o de futuros perigos.

 

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar