Espaço de Leitura #5 – As sete cabritinhas e o lobo | Labedu
Dicas Práticas e indicações

Espaço de Leitura #5 – As sete cabritinhas e o lobo

9 de junho de 2017
Este artigo faz parte da série:

Espaço de Leitura

[:pt]Nesta versão da história clássica, um jogo de informações e de evidências se apresenta para que as crianças lidem com elas ao longo do conto e ampliem suas competências de uso da linguagem. Conheça, então, este novo livro do Espaço de Leitura.

 

A famosa história em que o lobo faz de tudo para enganar os cabritinhos ganha, aqui, uma versão marcada, especialmente, pelo cuidado na apresentação das diferentes enunciações, das informações e das evidências pelas quais as cabritinhas “testam” se é mesmo a “Mamãe Cabra” quem bate à sua porta.

As crianças nascem imersas em um mundo de interações estabelecidas por meio da linguagem. Desde cedo, aprendem a lidar com distintas modalidades de enunciação e a responder a elas: quando afirmamos algo, quando perguntamos, quando damos um comando ou uma ordem etc. E é também cedo que descobrem que as interações com a linguagem não se dão apenas pelo que lhes é dito, mas também pela forma como isso acontece, ou seja, considerando as entonações, os ritmos, as expressões e gestos de quem fala. Tudo isso permite que as crianças dominem habilidades e ampliem sua competência como falantes e como ouvintes.

Sabe-se, ainda, que observar e participar de situações qualificadas de comunicação contribui para todas essas importantes aprendizagens. Além das conversas, a escuta de narrativas ganha um papel especial nesse sentido, como ocorre nessa versão do conto do Espaço de Leitura.

Nesta história, é possível que as crianças interajam – lendo sozinhas ou pela voz de um adulto – com diversos modos de enunciação nos diálogos entre os personagens, por exemplo: “Não abram a porta…”, “Sou a mamãe. Abram!”, “Dizem que os lobos têm uma voz assim”, “Se fosse um vendedor, teria voltado para tentar novamente”. Em poucos exemplos, podemos verificar a multiplicidade de demandas que essas colocações trazem para as crianças que as escutam: há afirmações, negações, condições, etc. Da mesma forma, elas são instigadas a refletir e a compreender as distintas pistas trazidas pelo lobo e as relações que as cabritinhas estabelecem com o que sabem e com o que lhes foi transmitido oralmente pela mãe.

PTCabritinhas_3

PTCabritinhas_6

Para os profissionais de educação ou para quaisquer adultos interessados em compreender melhor as especificidades da linguagem e de sua aquisição, o site traz um “Para saber mais” permitindo ampliar nosso olhar e qualificar nossas intervenções.

Neste sentido, também vale conhecer e explorar com as crianças as seções disponíveis: em “pistas“, é possível refletir e analisar aspectos da linguagem, identificando com os pequenos quais são as fontes das evidências presentes nos vestígios deixados pelo lobo (se estas foram ouvidos, vistos, percebidos, sentidos etc.); em “atividades“, várias sugestões  dão mote a boas e importantes conversas sobre a história (e a partir dela); há ainda os “jogos” que brincam com a linguagem e divertem um bocado.

Além de tudo isso, como um bom conto clássico, “As sete cabritinhas e o lobo” não deixa de permitir um momento de diversão, de favorecer a criatividade e a apreciação, algo para o qual as ilustrações também contribuem, e muito.Nesta versão da história clássica, um jogo de informações e de evidências se apresenta para que as crianças lidem com elas ao longo do conto e ampliem suas competências de uso da linguagem. Conheça, então, este novo livro do Espaço de Leitura.

 

Outros posts que possam interessar:

Espaço de Leitura #1 – Apresentação

Espaço de Leitura #2 – Mandrágora e alguns jeitos de conhecer uma história

Espaço de Leitura #3 – Irina e seu álbum de memórias

Espaço de Leitura #4 –A lenda de Sigurd

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar