Livros que fazem as crianças crescerem #30: quando as imagens fazem toda a diferença | Labedu
Dicas Práticas e indicações

Livros que fazem as crianças crescerem #30: quando as imagens fazem toda a diferença

30 de setembro de 2016
Este artigo faz parte da série:

Livros que fazem as crianças crescerem

Em muitos livros literários, as imagens possuem um papel fundamental, saindo de seu lugar usual de ilustrar e passando a ter distintas interações com os textos. Dessa vez, então, daremos às imagens um lugar mais do que especial!

Já apresentamos algumas vezes, como aqui e aqui, exemplos de livros-álbum, nos quais a relação das imagens com os textos e/ou com o projeto gráfico permite atribuir novos sentidos às histórias. Cada vez mais, autores e designers têm se debruçado sobre a construção das ilustrações que, ao contrário do que o nome parece indicar, vêm ganhando novos papéis nas obras destinadas a crianças e, com certeza, também aos adultos.

Dessa vez, apresentamos dois desses livros nos quais as imagens, cuidadosamente planejadas e elaboradas, dão um tom mais do que especial, ampliando a interação do leitor com a obra. Uma união perfeita entre a arte literária e a visual!

A primeira delas é Ismália. Isso mesmo! Trata-se do clássico poema de Alphonsus de Guimaraens que ganha uma versão belíssima, com projeto e imagens compostos por Odilon Moraes. Desde o formato do livro (que abre sanfonado!), vê-se decisões tomadas para aproximar as crianças – e os adultos! – do poema.

Ismália
Texto de Alphonsus de Guimaraens e ilustrações de Odilon Moraes
Editora Cosac & Naify

É um deleite abrir e ver as imagens se mostrando na totalidade da obra, assim como é um presente debruçar-se sobre cada página, lendo texto e imagens, apurando a apreciação de um poema ao mesmo tempo belo e triste (quem sabe para alguns, menos triste e mais sonhador?). Os tons de marrom, mais escuros em alguns pontos e mais avermelhados em outro, contrastam com as imagens da lua e do traje de Ismália, em um branco marcante e que se funde, como um encontro, tal e qual o poema nos instiga a imaginar.

Página interna de Ismália

Outro livro que elegemos é Lampião e Lancelote. Como o título sugere, cria-se mesmo um encontro inusitado entre esses dois personagens. Apresentados como grandes guerreiros, heróis por um lado e bem humanos por outro, os dois travam uma batalha, explicitada na obra especialmente pela fusão e confusão das imagens, em xilogravura e marcadas em branco, preto e, para marcar os personagens, em prata e cobre. A prata indicando a armadura e a lança, usuais dos cavaleiros medievais, e o cobre marcando especialmente o sertão nordestino e os cangaceiros e suas armas.

Lampião e Lancelote
Fernando Vilela
Cosac & Naify

Páginas internas de Lampião e Lancelote

Na diagramação das páginas o texto flui acompanhando as linhas das imagens: pode estar na vertical, formando uma onda ou em meio a um emaranhado de traços. A façanha é apresentada numa mescla de cordel e conto clássico e, como o próprio autor, Fernando Vilela, menciona ao final do livro: trata-se de uma história “da magia europeia com a ginga brasileira”.

Verifique se os livros indicados neste post estão disponíveis em alguma biblioteca próxima a você. Também é possível adquiri-los nos links abaixo:

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar