teste
Dicas Práticas e indicações

Livros que fazem as crianças crescerem #50: sob o feitiço das bruxas #2

Livros que fazem as crianças crescerem #50: sob o feitiço das bruxas #2
28 de setembro de 2018..
Este artigo faz parte da série:

Livros que fazem as crianças crescerem

Bruxas são personagens muito presentes em contos clássicos e em contos modernos, sejam aqueles mais divertidos ou os que nos fazem pensar. Por isso, seguem mais duas sugestões de histórias com bruxas para apresentar às crianças.

Uma dessas bruxas imperdíveis se chama Salomé e foi criada pela escritora Audrey Wood. Na história da qual faz parte, Salomé está atrás de sete irmãos, que possuem os nomes dos sete dias da semana. Basta a mãe deixar as crianças sozinhas para a bruxa as transformar em pratos apetitosos.

A bruxa Salomé
Texto de: Audrey Wood
Ilustrações de: Don Wood
Editora Ática

É um conto clássico que dialoga com outras narrativas: trazendo um passarinho, como em “João e Maria”, uma mãe e sete filhinhos e um personagem malvado que quer comê-los, como em “O lobo e os sete cabritinhos”, e uma bruxa que aparece na janela da casinha, como em “Branca de Neve e os sete anões”. Essa proximidade com outros contos pode ser um bom tema para conversas com as crianças durante e depois da leitura.

Detalhe de página interna do livro “A bruxa Salomé”

O livro não poderia ter imagens mais belas, repletas de pequenos detalhes que fazem as cenas soarem quase reais. Os traços e as cores são criteriosamente trabalhados por Don Wood, o mesmo ilustrador de outras obras também escritas por Audrey e bem conhecidas pelas crianças, como “A casa sonolenta” e “O rei Bigodeira e sua banheira”.

Nem todas as bruxas, porém, são tão malvadas quanto Salomé. Em alguns casos, podem ser até que elas nem sejam bruxas. Onde será que se encaixa a madame Mizu? É isso o que vamos descobrir numa história instigante e cheia de humor, na qual as pistas vão deixando os leitores curiosos para saber o que a menina Zoé conseguirá descobrir.

Para a menina, que fica muito tempo sozinha no apartamento em que mora (que por azar é bem debaixo do apartamento da madame), Mizu só é uma bruxa por conta de sua aparência, dos barulhos que faz ao longo do dia e por outras descobertas que faz, sempre interpretadas de forma particular.

A estranha Madame Mizu
Texto de: Thierry Lenain
Ilustrações de: Judex
Editora Companhia das Letrinhas

Com um enredo ágil e divertido, que trará incríveis surpresas para os leitores, essa é uma história mais extensa, boa para ser lida em capítulos para as crianças ou por elas mesmas.

Que tal escolher uma dessas bruxas da seleção de hoje ou da anterior e se divertir – ou se assustar um bocadinho! – com as crianças?

Para conhecer estas e outras indicações, procure os títulos em uma biblioteca próxima. Ou se preferir, é possível adquirir os livros nos links abaixo:

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar