Livros que fazem as crianças crescerem #33: mais sobre grandes autores para pequenos leitores | Labedu
Dicas Práticas e indicações

Livros que fazem as crianças crescerem #33: mais sobre grandes autores para pequenos leitores

31 de março de 2017
Este artigo faz parte da série:

Livros que fazem as crianças crescerem

Desta vez, dois grandes autores estrangeiros que também produziram para crianças e para adultos. Vamos conhecer estas dicas?

O post anterior desta série trouxe três autores brasileiros, mundialmente consagrados, que dedicaram parte de sua obra ao público infantil. Também já indicamos aqui uma obra de José Saramago, escritor brilhante e premiado, que assim como Clarice Lispector, Érico Veríssimo e Mario Quintana e tantos outros voltaram suas escritas às crianças.

Agora, apresentamos dois outros autores estrangeiros que procederam do mesmo modo: Tolkien e Neil Gaiman. Vamos conhecer alguns dos livros que produziram para as crianças?

J.R.R. Tolkien, nascido em 1892 na África do Sul e famoso pela saga O Senhor dos Anéis ou igualmente por O hobbit (título que pode ser lido para ou por crianças mais crescidas), escreveu, durante 23 anos, cartas para seus filhos, assinando-as como Papai Noel. Essa longa brincadeira gerou textos divertidos, boas conversas, por vezes marcadas por acontecimentos históricos, entre ele e seus pequenos.

Cartas do Papai Noel reúne desde a primeira das cartas, escrita por Tolkien para o filho mais velho em 1920, até a última delas escrita para sua caçula, em 1943.

Cartas do Papai Noel
Texto e ilustrações: J. R. R. Tolkien
Editora WMF Martins Fontes

O próprio Tolkien também se ocupou de produzir cada carta de um jeito bem elaborado, cuidando das cores, dos traçados das letras e do formato, assim como inserindo belíssimas ilustrações.

Páginas internas de Cartas do Papai Noel

Agora bem contemporâneo, outro autor que destina livros a crianças e adultos é o inglês Neil Gaiman. Famoso por obras como Stardust: o mistério da estrela e Coraline, escritor também de quadrinhos e de romances gráficos, Gaiman tem vários livros infantis já publicados, entre eles:

Os lobos dentro das paredes
O dia em que troquei meu pai por dois peixinhos dourados
Texto: Neil Gaiman
Ilustrações: Dave Mackean
Editora Rocco

Os lobos dentro das paredes não podem sair de lá, se não tudo se acabará. Foi isso o que Lucy ouviu da mãe, do pai e do irmão. O que acontece, então, quando os lobos saem e tomam conta da casa? E pior ainda: quando o Porquinho de Pelúcia de Lucy fica dentro da casa e não consegue escapar?

Nesse conto, repleto do fantástico, Lucy e sua família precisam decidir o que fazer: viver dentro das paredes, onde antes estavam os lobos, ou tomar sua casa de volta? E será que algo mais pode habitar as paredes daquele casarão?

Página interna de Os lobos dentro das paredes

As imagens de Dave Mckein, que mesclam fotos e desenhos, e a opção gráfica de apresentar algumas páginas em formato de quadros, como acima, conferem ao conto pitadas de elementos que o deixa mais assustador.

Um pai que só lê jornal e não presta atenção em mais nada é trocado por dois lindos peixinhos dourados. E essa opção feita pelo garoto – e acompanhada por sua irmã – dura até o momento em que a mãe de ambos descobre tudo e os obriga a trazer o pai de volta. Porém, o que eles não sabem é que o pai já foi trocado por uma máscara de gorila, uma guitarra, um coelho…

Página interna de O dia em que troquei meu pai por dois peixinhos dourados

Desta vez, o fantástico troca-troca criado por Gaiman ganha destaque no projeto gráfico, com o uso dos balões de falas que marcam os quadrinhos.

Você tem mais dicas de escritores que produzem para crianças e adultos? Compartilhe-as com a gente!

Verifique se os livros indicados neste post estão disponíveis em alguma biblioteca próxima a você. Também é possível adquiri-los nos links abaixo:

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar