fbpx
Dicas Práticas e indicações

Falando de privacidade digital com as crianças

Falando de privacidade digital com as crianças
Foto: Kelly Sikkema/Unsplash
25 de março de 2019

Por que essa conversa é importante e como abordar o assunto com seus filhos.

As crianças de hoje já nasceram em um mundo digital. Muitas vezes, inclusive, a estreia nas redes começa quando elas estão ainda dentro da barriga de suas mães, quando os pais compartilham imagens do ultrassom.

Seja por meio de smart toys, celulares, tablets, redes sociais, canais digitais ou jogos, muitas crianças estão conectadas todos os dias, desde sempre. Mas ser um nativo digital é diferente de saber navegar com segurança. Crianças e jovens precisam ter conhecimento para poder participar do mundo digital e preservar sua privacidade. 

É cada vez mais comum ver famílias e especialistas preocupados com o “tempo na tela”. Porém, os assuntos relativos à privacidade que afligem os adultos também devem ser pensados com as crianças – desde a proteção de dados até os cuidados na hora de postar em redes sociais. São questões mais profundas e que não necessariamente desaparecem com a restrição do tempo de conexão. E isso é importante: não se trata de propor abstinência digital, nem mesmo de vigiar cada movimento online do(s) seu(s) filho(s). A internet faz parte da vida. O mais seguro, portanto, é conversar, conscientizar e ensinar as crianças a usá-la com cautela.

Daniel Therrien, Comissário de Privacidade do Canadá, resume a questão da seguinte maneira: “é criticamente importante que as crianças saibam como proteger a sua privacidade, exercer controle sobre suas informações pessoais e ter respeito pela privacidade dos outros”. 

Como ter essa conversa?

  • Explique os motivos por trás dos limites. Por exemplo, se você orientar os pequenos a não compartilharem as senhas com outras pessoas, tome também um tempo para falar sobre os riscos associados a esse comportamento.
  • Faça analogias com o mundo físico. Por exemplo, as crianças provavelmente sabem que não devem dizer o endereço de casa para qualquer estranho na rua que perguntar. Na internet, devem tomar um cuidado parecido.
  • Dê o exemplo. As crianças aprendem observando os adultos ao seu redor. Se você compartilha fotos dos seus filhos sem consultá-los primeiro, ou se posta seus desenhos ou redações sem que eles estejam sempre cientes, pode estar mandando uma mensagem indesejada. O melhor jeito de ensinar privacidade digital para seus filhos é respeitando a deles.
Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar