Como reagem as crianças ao ter um computador e a internet pela primeira vez em sua frente? | Labedu
Casos e Referências

Como reagem as crianças ao ter um computador e a internet pela primeira vez em sua frente?

17 de outubro de 2013

[:pt]Uma experiência feita há mais de 10 anos mostra como as crianças que nunca tinham utilizado computadores, não sabiam inglês e nunca tinham acessado a internet, aprendem pela exploração e pela colaboração entre eles.

Em uma comunidade indiana pobre e isolada, o professor Sugata Mitra realizou uma experiência. Instalou um computador na pequena cidade. A máquina tinha acesso à internet, teclado e mouse, possibilitando uma navegação completa para qualquer criança que quisesse encarar esse desafio.

Entretanto, havia um entrave: ninguém tinha ensinado para as pessoas como utilizar o computador.

Por meio dessa experiência, registrada em vídeo, pôde ser observado o que acontece quando crianças que não sabem falar inglês, não sabem o que é e nem como acessar a internet e que nunca haviam visto um computador antes exploram uma máquina para poder navegar livremente.

Os resultados foram surpreendentes. As crianças aprenderam rapidamente a utilizar a máquina. O professor afirma que após algumas horas as crianças já entendiam variadas funções de um computador, como por exemplo gravar e trocar músicas e navegar na internet.

A partir desses resultados, Mitra resolveu aprofundar o seu estudo ampliando a experiência para outros lugares da Índia e da África do Sul – sempre em lugares pobres e distantes de centros urbanos sem acesso à tecnologia. E para garantir que somente crianças usassem a máquina, foram colocados mouse e teclado em níveis baixos e em buracos pequenos, confortáveis somente para as mãos de uma criança.

 

Em apenas nove meses, Mitra pode confirmar que as crianças sabiam utilizar o computador no mesmo nível que secretárias e, além disso, tinham aprendido inglês básico, o suficiente para poderem se comunicar na internet.

O mais surpreendente, porém, foi poder observar como essas crianças aprendiam a utilizar o computador. Elas iam descobrindo coisas sozinhas e passavam esse conhecimento adiante, ensinado umas às outras como concluir operações simples que foram se desenvolvendo para utilizações mais complexas do computador.

É incrível observar crianças aprendendo por si mesmas. Além de serem aprendizes natos, também são ótimos professores.

Não é incomum encontrarmos adultos com dificuldades em se adaptar ao mundo digital, e isso mostra como o aprendizado da criança é flexível e eficiente, até para operações complexas.[:en]ilustra-03

Uma experiência feita há mais de 10 anos mostra como as crianças que nunca tinham utilizado computadores, não sabiam inglês e nunca tinham acessado a internet, aprendem pela exploração e pela colaboração entre eles.

Em uma comunidade indiana pobre e isolada, o professor Sugata Mitra realizou uma experiência. Instalou um computador na pequena cidade. A máquina tinha acesso à internet, teclado e mouse, possibilitando uma navegação completa para qualquer criança que quisesse encarar esse desafio.

Entretanto, havia um entrave: ninguém tinha ensinado para as pessoas como utilizar o computador.

Por meio dessa experiência, registrada em vídeo, pode ser observado o que acontece quando crianças que não sabem falar inglês, não sabem o que é e nem como acessar a internet e que nunca haviam visto um computador antes exploram uma máquina para poder navegar livremente.

Os resultados foram surpreendentes. As crianças aprenderam rapidamente a utilizar a máquina. O professor afirma que após algumas horas as crianças já entendiam variadas funções de um computador, como por exemplo gravar e trocar músicas e navegar na internet.

A partir desses resultados, Mitra resolveu aprofundar o seu estudo ampliando a experiência para outros lugares da Índia e da África do Sul – sempre em lugares pobres e distantes de centros urbanos sem acesso à tecnologia. E para garantir que somente crianças usassem a máquina, foram colocados mouse e teclado em níveis baixos e em buracos pequenos, confortáveis somente para as mãos de uma criança.

 

Em apenas nove meses, Mitra pode confirmar que as crianças sabiam utilizar o computador no mesmo nível que secretárias e, além disso, tinham aprendido inglês básico, o suficiente para poderem se comunicar na internet.

O mais surpreendente, porém, foi poder observar como essas crianças aprendiam a utilizar o computador. Elas iam descobrindo coisas sozinhas e passavam esse conhecimento adiante, ensinado umas às outras como concluir operações simples que foram se desenvolvendo para utilizações mais complexas do computador.

É incrível observar crianças aprendendo por si mesmas. Além de serem aprendizes natos, também são ótimos professores.

Não é incomum encontrarmos adultos com dificuldades em se adaptar ao mundo digital, e isso mostra como o aprendizado da criança é flexível e eficiente, até para operações complexas.

 

 [:]

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar