fbpx
Casos e Referências

Diversidade e representatividade nas telas do cinema

Diversidade e representatividade nas telas do cinema
Imagem de divulgação do curta “Dudu e o lápis cor da pele” YouTube
Em parceria com Portal Lunetasicone-link-externo

O Lunetas é um portal de conteúdo sobre as muitas infâncias do Brasil. Pensado para famílias e interessados no tema, o site oferece informações em diversos formatos, conta histórias, provoca reflexões, inspira atitudes e também explora os múltiplos olhares sobre as múltiplas infâncias.

24 de janeiro de 2019

Ao escolher filmes para ver com as crianças, que tal pensar sobre os referenciais de diversidade neles presentes? Saiba mais neste post do nosso parceiro Portal Lunetas.

Quando o assunto é o desenvolvimento pleno das crianças, um tema que aparece com frequência no Lunetas é a representatividade, ou seja, o modo como a criança se vê representada nos referenciais que recebe ao longo de sua formação como sujeito. Quando falamos em referenciais, estamos falando da experiência social na esfera pública – ou seja, do convívio familiar, da educação recebida e, claro, também da cultura. Filmes, desenhos, livros infantis, músicas, tudo isso constrói o repertório das crianças e afeta direta e indiretamente o seu desenvolvimento.

Pensando na importância dos filmes para construir essas referências positivas, o site focado em audiovisual, impacto social e potencial educativo Cinema Farol fez uma lista de seis produções cinematográficas protagonizadas por crianças negras. E o melhor: todas brasileiras.

São essas as seis indicações:

1. “A câmera de João” (Direção: Tothi Cardoso, 2017)
2. “Ana” (Direção: Vitória Felipe, 2017)
3. “Cores e Botas” (Direção: Juliana Vicente, 2010)
4. “Disque Quilombola” (Direção: David Reeks, 2012)
5. Dudu e o lápis cor da pele (Direção: Miguel Rodrigues, 2018)
6. Maré Capoeira (Direção: Paola Barreto, 2011)

Acesse aqui para assistir as produções, para saber mais sobre elas e ainda para conferir outras indicações.

Texto adaptado de: Portal Lunetas.

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar