fbpx
Casos e Referências

Estranhando o cardápio: “Quero cuscuz!”

Estranhando o cardápio: “Quero cuscuz!”
Imagem retirada de Pixabay
22 de Janeiro de 2019

Veja aqui o vídeo que viralizou na internet e nos leva a pensar sobre a importância da tradição e da culinária regional para as crianças.

Cada país tem seus pratos típicos que caracterizam uma cultura local. Quando se trata de um território grande e vasto como o Brasil isso pode ser ainda mais diverso… Nossos 26 estados mais o Distrito Federal abarcam uma série de costumes que são transmitidos de geração para geração, fazendo com que a nossa gastronomia seja uma experiência única, rica e extremamente saborosa! Só para citar alguns exemplos, temos a tapioca, o açaí e o tacacá no norte, o acarajé, a moqueca e o cuscuz no nordeste, as carnes e o chimarrão no sul, os deliciosos pães de queijo e doces de Minas Gerais, a feijoada carioca, entre muitas outras delícias que só encontramos por aqui.

Para além dessa variedade toda, devemos nos lembrar que o ato de se alimentar tem um significado maior do que o de simplesmente comer. Ele envolve um ritual, a companhia e o compartilhamento desse momento com outras pessoas que estão ao redor da mesma mesa e a própria ligação afetiva com todos os ingredientes que colocamos para dentro de nós todos os dias. Cheiros, texturas, cores e temperos vão sendo assimilados a cada refeição, criando um leque de referências que fazem parte também da nossa identidade.

Sim! A comida nos conecta com o nosso entorno e a nossa cultura, e isso fica bastante evidente no vídeo a seguir, no qual a cearense Maria Júlia, com 2 anos, fica à espera do tão querido cuscuz que está acostumada a ingerir na hora do café da manhã. Para ela, é difícil entender que em outros países, como os Estados Unidos, onde ela está, os hábitos são diferentes. Ela ficou indignada! A sorte foi que no dia seguinte sua mãe conseguiu preparar uma lancheira cheia do seu alimento favorito para ser desfrutado em um passeio no parque! Confira:

Essas podem ser ótimas oportunidades para apresentar aos pequenos a culinária de lugares novos, convidando-os a conhecer sabores jamais antes vistos. Vale lembrá-los de que certas coisas só podem ser encontradas ali e que por isso mesmo são especiais e fazem parte das explorações de uma viagem. Mas se mesmo assim eles não estiverem abertos a provar pratos desconhecidos não é bacana forçá-los a comer – os limites da criança devem ser respeitados.

Fica aqui então a nossa pergunta: de que comida você jamais abriria mão no seu dia a dia? E qual àquela que você experimentou e acabou se surpreendendo positivamente? Repita estas questões às crianças e deixem um comentário nos contando quais foram os alimentos selecionados por vocês!

Compartilhe
TEMAS
Para poder deixar seu comentário, por favor, identifique-se abaixo.

Posts Relacionados

Outros posts que podem interessar